Noticias


30/11/2017

Nota pública

Os servidores públicos são os responsáveis pela crise?

Os Servidores Públicos são cidadãs e cidadãos que pagam seus impostos e cumprem suas obrigações, como os demais trabalhadores.

Os Servidores Públicos são cidadãs e cidadãos que pagam seus impostos e cumprem suas obrigações, como os demais trabalhadores. Não possuem indicações políticas, conchavos e trapaças. Prestaram concurso público para ocupar a função. Servem ao público, que é o seu patrão e chefe. Possuem estabilidade para que os políticos desvirtuados não interfiram e os servidores desempenhem os serviços observando os princípios éticos e legais.

Os servidores públicos não possuem FGTS. Mesmo quando não recebem a justa correção de seus vencimentos, horas extras e até mesmo o justo salário, por amor ao ofício, continuam atendendo a população para garantir saúde, educação, segurança, dentre outros serviços públicos.

São os servidores públicos quem elaboram os projetos e gerenciam os programas de políticas públicas com eficiência, ética e moral.

A crise não é motivada por quem estudou anos a fio, prestou concurso público, continua a estudar e trabalhar dia e noite para garantir serviços públicos para todos nós, mas é por aqueles que sonegam impostos, corrompem a coisa pública, aprovam renúncias fiscais, são coniventes com a inadimplência dos grandes devedores, desviam a finalidade e usam o serviço público com feudo eleitoral.

Funcionários públicos pagam impostos, trabalham como e pela população, não têm privilégios, ao contrário do político mal intencionado, que quer destruir os serviços públicos e desviar a atenção do povo da verdadeira causa dos problemas no Brasil.

Sem serviços públicos as quadrilhas dos ?amigos do rei? são quem receberão os recursos públicos com a desculpa que, com a parceria público privado, fornecerão, com mais qualidade saúde, educação, segurança e outros serviços para a população. Na verdade o que querem é tirar do caminho a trincheira da ética que ainda resiste, os poucos funcionários públicos que lutam contra a corrupção, contra a farra das malas de dinheiro, que muitos políticos vislumbram ao fazer de contas que representam o povo.

Direção Estadual do SINDISEAB