FES

Fórum Estadual de Servidores


Os servidores públicos não têm direito ao Acordo Coletivo como os demais trabalhadores sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Cada benefício concedido aos servidores estaduais deve ser reivindicado, aprovado pelo Governo e encaminhado à Assembleia Legislativa para se tornar lei.

Ao longo do tempo, os sindicatos perceberam que existem temas comuns a todas as categorias como: reajuste, benefícios (transporte, creche e alimentação), assistência à saúde, condições de trabalho, valorização do servidor, previdência, entre outros.

Somando Forças
Em outubro de 1989, os sindicatos decidiram formar o Fórum das Entidades Sindicais dos Servidores Públicos Estaduais (FES) para unificar as mobilizações e lutas dos servidores, bem como da sociedade civil organizada. Seus objetivos são incentivar o debate, participar de negociações coletivas (sempre com o apoio do DIEESE), organizar e apoiar as lutas da classe trabalhadora por melhores condições de trabalho e pela construção de uma sociedade justa, fraterna, igualitária e solidária. Hoje, são 21 entidades sindicais unidas para negociar com o governo e reivindicar, em conjunto, os direitos dos servidores. O FES representa mais de 200 mil servidores públicos do Paraná.

Como funciona?
Ninguém "preside" o Fórum. O FES tem uma Coordenação Geral constituída por um colegiado de cinco dirigentes sindicais. O DIEESE nos assessora nas negociações e na formação dos dirigentes. Atualmente, a Coordenação Geral é composta por:
* 02 representantes das Instituições Estaduais de Ensino Superior (Sinteemar e Sinteoeste);
* 01 da Agricultura e Meio Ambiente (Sindiseab);
* 01 da Saúde (SindSaúde-PR);
* 01 da Educação Básica (APP-Sindicato). 

Quem pode fazer parte do FES?
Todas as entidades representantes dos servidores públicos do Estado do Paraná. O sindicato parceiro é convidado e aceito no grupo mediante a assinatura da Carta de Princípios, que descreve os objetivos, estrutura e funcionamento do Fórum Sindical. 

Nas mesas de negociação com o governo, além da Coordenação Geral, participam um representante por entidade integrante do FES, desde que estejam quites com seus deveres:
a) cumprir com sua cota parte na contribuição financeira mensal e no rateio dos custos de cada evento sindical;
b) participar regularmente das mobilizações e reuniões;
c) e que tenha, obrigatoriamente, participado da reunião preparatória que precede toda mesa de negociação.

O governo recebe, oficialmente, os nomes das entidades e dos dirigentes sindicais que vão participar de cada reunião.

Organização
O FES instituiu Comissões para se organizar, estudar, acompanhar de perto e dar direcionamento às lutas na defesa dos nossos direitos:
* Comissão de Finanças (APPSindicato e Sindiseab);
* Coletivo de Previdência (Sindiseab, Sindsaúde-PR, APPSindicato, Sinteemar e Sindisec);
* Coletivo de Saúde (Assuel, APPSindicato, Sindiseab, Sindarspen, Sinteoeste e Sindsaúde-PR);
* Coletivo Jurídico (Sindsaúde-PR, Sindiseab, Sindarspen, APPSindicato, Sinteoeste, Sintespo e Sinteemar).

Quais entidades compõem o FES?
- Educação Básica - escolas e colégios estaduais:
* APP-Sindicato.

- Instituições Estaduais de Ensino Superior - IEES - universidades estaduais:
* Assuel (Londrina);
* Sindiproladuel (Londrina);
* Sinteemar (Maringá);
* Sinteoeste (Cascavel);
* Sintespo (Ponta Grossa);
* Sintesu (Guarapuava);

- Saúde:
* SindSaúde-PR.

- Meio Ambiente e Agricultura:
* Sindiseab;
* Sinpoapar.

- Segurança Pública:
* APRA (praças da Polícia Militar);
* Sindespol (escrivães de polícia);
* Sipol (investigadores de polícia);
* SindiPol (policiais civis);
* UPCB Bombeiros (bombeiros militares);
* Sindarspen (agentes penitenciários);
* Sinssp-PR (servidores técnicos administrativos).

- Estradas, rodagem e trânsito: 
* Sinder;
* Sindetran. 

- Outros Poderes - técnicos do Poder Judiciário, Tribunal de Contas e do Ministério Público:
* Sindijus;
* SindiMP.

Coordenação Estadual do FES
* Marlei Fernandes de Carvalho - APP-Sindicato (Curitiba);
* Donizétti Aparecido Rosa da Silva - Sindiseab (Nova Esperança);
* José Maria de Oliveira Marques - Sinteemar (Maringá);
* Gracy Kelly Bourscheid - Sinteoeste (Cascavel);  
* Mari Elaine Rodela - SindSaúde-PR (Londrina).

Conheça as cartas de princípio do FES:
Vigência desde 2014: clique aqui.
Vigência de 2000 a 2013: clique aqui
Vigência de 1993 a 2000: Clique aqui.